Piscicultura é um ramo da Zootecnia que se preocupa com a criação de peixes.Limnologia é o estudo do conjunto das variáveis hidrológicos físicos, químicos e biológicos das águas doces ou epicontinentais.Desta forma, a ligação da limnologia com a piscicultura torna-se evidente e necessária, já que a prática da piscicultura é feita em grande parte em corpos d’água epicontinentais. Não podemos esquecer que o equilíbrio do ecossistema é muito importante para a preservação da fauna piscícola.Portanto, o homem tem que aprender a viver em mutualismo com a natureza. Há muito o que ganhar quando se pode transformar interações negativas em positivas.1. Perspectivas de maior integração das pesquisas em limnologia e aquicultura Tanto no trabalho de piscicultura intensiva como a extensiva, é de fundamental importância o estudo limnológico, no local escolhido, pois permitirá o conhecimento de todas as interrelações existente entre os fatores biológicos e abióticos do ecossistema aquático.

Um dos objetivos do estudo limnológico é a determinação da cadeia alimentar em um dados ambiente, principalmente quando esse ambiente poderá tornar produtiva em termos da produção proteica para todas as populações desta cadeia produtiva.Ao colocarmos algum peixe em um determinado ambiente (por exemplo reservatório, ou represa), ou se quisermos estudar um peixe ali existente, temos que conhecer a cadeia alimentar desse ecossistema. Com este conhecimento podemos intervir nesse ecossistema para melhorá-lo com o objetivo de aumentar a produção desse dado peixe.Em síntese, só é possível o desenvolvimento de peixe em um dado ambiente quando conhecemos perfeitamente esse ambiente sob os aspectos limnologicos. Nos estudos limnológicos a médio e a longo prazos e, em sistema dos corpos de água rasos e especialmente em viveiros de piscicultura, são necessários o planejamento e criação de uma série histórica de dados confiáveis que levarão a um melhor entendimentos do funcionamento desses sistemas contribuindo simultaneamente para elaborar as inter-relações de ajustes para os aspectos, aplicados para maximinização da produtividade secundária. Seja pela natureza descontínua e rotineira com que os viveiros são utilizados em aquicultura (calagem, adubação. alimentação, esvaziamento, etc) ou pela não percepção da necessidade dos estudos (por exemplo efeitos negativos e/ou positivo da liberação de nutrientes armazenados no sedimento para a produtividade primária), não há bancos disponíveis e confiáveis para fazer uma previsão a curto prazo para que as variações interanuais não favoráveis sejam previstas com eficiência.Limnologistas e aquicultores necessitam de mais pesquisas integradas abordando os problemas aplicados a aquicultura.Diversos temas abordados na limnologia moderna como: a manutenção da qualidade de águas naturais; a eutrofização culturais, a introdução de espécies exóticas, a perda da biodiversidade e a biomanipulação são assuntos intimamente ligados à aquicultura.

<< VOLTAR


Fonte: http://www.agronline.com.br/
Centro Clínico JWM

Clube Cardoso Marques

Parceiros

Publicidade
Clube nas Redes Sociais



Rua francisco J. Lopes - Nº486


Fone: (51) 3662-1044


Bairro Pitangueiras
Santo Antonio da Patrulha/RS
2006 - 2017 | JWM - Assessoria e administração Ltda.